Vila A Mais

Outra pauta é a implantação do Método Wolbachia contra a dengue, detalhada por técnicos federais; plenária nesta quinta-feira, 20, às 16h, é aberta ao público.

Codefoz recebe vice-reitor da Unila para explanar sobre federalização do Hospital Municipal
Pautas ligadas à saúde pública de Foz do Iguaçu são relevantes para a população – foto: Arquivo/Prefeitura de Foz.

A mesa diretora do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social) convida lideranças, gestores e comunidade para debater duas pautas ligadas à saúde pública de Foz do Iguaçu relevantes para a população. A plenária será nesta quinta-feira, 20, às 16h, no auditório da ACIFI.

Uma pauta vai ser apresentada pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), com a proposta de federalização do Hospital Municipal Padre Germano Lauck (HMPGL). A plenária irá receber o vice-reitor da instituição, Rodne de Oliveira Lima.

O dirigente fará esclarecimentos e atualizações sobre a proposição que está em andamento. A universidade formalizou a entes federais o interesse de constituir um hospital universitário em Foz do Iguaçu, a ser implementado na atual unidade do HMPGL.

“Esse é um tema que precisa ganhar amplo debate entre a comunidade, gestores, agentes públicos e lideranças”, enfatiza o presidente do Codefoz, Fernando Castro Alves. “Convido a todos para participarem da nossa plenária, que é aberta ao público e aos interessados. Será uma oportunidade para a universidade, a reitoria, expor a sua proposta e os encaminhamentos realizados.”

Estratégia contra a dengue

Na outra pauta do conselho, técnicos federais irão abordar e orientar sobre a implementação do Método Wolbachia contra a dengue. Foz do Iguaçu foi selecionada pelo Ministério da Saúde para receber essa estratégia complementar de enfrentamento à doença.

Os expositores serão o gerente do projeto, pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), James Berson Lalane, e o assistente de projetos do Ministério da Saúde, Rodrigo Alves. Além de detalhar o método, eles responderão a perguntas e esclarecerão dúvidas durante o diálogo.

“Essa explicação é muito valiosa para representantes de associações comunitárias, clubes de mães, clubes de serviço como Rotary e Lions, instituições religiosas e demais entidades que atuam diretamente nas comunidades”, reforça Fernando. “Todos esses segmentos estão convidados para entender e fortalecer o papel de agentes cidadãos no combate à dengue em nossa cidade”, realça o presidente do Codefoz.

A wolbachia é uma bactéria presente em cerca de 60% dos insetos, inclusive em mosquitos, mas não encontrada naturalmente no Aedes aegypti. “Quando presente neste mosquito, a bactéria impede que os vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela se desenvolvam dentro dele, contribuindo para redução das doenças”, explica a Saúde.

Reunião pública do Codefoz
Data: 20 de junho (quinta-feira), às 16h
Local: auditório do Centro Integrado de Desenvolvimento (Rua Padre Montoya, 490, centro – sede da ACIFI)

Assessoria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *